Image Map
Blog: Anime Shoujo / Sigla: AS
Desde: 30/03/2012
Tema: Puella Magi Madoka Magica
Dona: Thays Ramos
Post: 1906
Comentários: 8500
Visualizações: 3.234.147

9.1.14

Cabelo de cosplayer: pintar ou não pintar?



Oi amores, faz muito tempo que não posto, não é? Ainda estou trabalhando nos tutoriais e, como não estão prontos, fiquei meio sem ideias de posts, mas a Kataryna-chan, uma das nossas leitoras, viu umas fotos minhas no facebook e me fez algumas perguntas relacionadas a cosplays e cabelos coloridos e as famosas cores fantasias.A partir daí decidi fazer um post sobre os prós e os contras desse tipo de pintura e em futuros posts sobre outros tipos de opções capilares para fazer cosplay
Nesta postagem vou tirar algumas dúvidas frequentes que a gente não acha de forma bem explicadinha na internet. Eu, por exemplo, antes de pintar tive que pesquisar muito antes de me decidir e mesmo assim, alguns "efeitos colaterais" me vieram porque ninguém me disse antes que poderia acontecer. Algumas das minhas experiências com tinturas, anilina, violeta genciana e azul de metileno. Não vou falar muito sobre marcas específicas porque isto tem aos montes na internet (coloquei alguns links também). Tem também algumas dicas de tratamento. Portanto, ficou meio grandinho, mas tem muita coisa que eu julgo ser importante tanto para quem quer fazer cosplay ou não. Pretendo atualizar e finalizar algumas das "minhas" séries, então prometo que esta vai ser bem rapidinha. O próximo post será sobre o giz pastel .
Ah!, e parabéns à Thays pelos 700 seguidores!


Motivos para não pintar
  • Possibilidade de diversos tipos de danos aos fios.
  • A manutenção requer tempo e paciência.
  • É necessária a descoloração dos fios. É extremamente difícil que as cores apareçam nos cabelos escuros (apesar do que muitos dizem, é possível, sim) e é esse processo de “aloiramento” que resseca, não as cores fantasias em si. 
  • Comentários e olhares. As cores fantasias, apesar de bastante populares no momento, ainda são incomuns para a maioria da sociedade, portanto, haverá gente de todo lado olhando para você, algumas conversas alheias serão sobre você, críticas construtivas ou não e sugestões surgirão aos montes, principalmente se essa moda ainda não pegou onde você mora. Vai ter gente fazendo fila para pegar nos seus cabelos e perguntar sobre os mesmos. Para isso, você precisa ser bem paciente. Em minha opinião é o ponto mais negativo, pois, por mais calmo que você seja, é um pouco cansativo, em alguns casos, responder as mesmas dúvidas e ouvir as mesmas brincadeiras, apelidos e adjetivos.
  • A maioria das personagens têm todas as mechas coloridas desde a raiz, assim, precisará de mais tratamento.    
  • A maioria dos processos sem tintas e tonalizantes (que são os mais baratos) tem álcool.
  • Gasto com produtos de cabelo. Se as pontas ficarem espigadas e você não quiser usar a tesoura, vai gastar.
  • Com exceção de quando se usa algumas tintas, os tons tendem a sair rápido.
  • Quanto mais forte o tom, mais descolorido tem que ser o cabelo.
  • Não pode usar chapinha e babiliss com frequência.
  • Nem todo tom de pele combina com todas as cores. Vai variar bastante do gosto de cada pessoa.
  • Não é qualquer salão que sabe trabalhar com esse tipo de coloração.
  • Pra quem mora com os pais: eles costumam não gostar muito dessa ideia.
Motivos para pintar os cabelos
  • Há uma variedade imensa de cores, então é bem provável que você consiga alcançar a tonalidade mais parecida com as madeixas da personagem.
  • É uma forma de se destacar em meio à multidão. Para aqueles que gostam de atenção é uma boa oportunidade.
  • Comentários e olhares. Podem ser também pontos positivos, pois também há muita gente que gosta e, assim como as brincadeiras, elogios são bastante constantes. Uma vez me chamaram de diva
  • Oportunidade de conhecer pessoas. Pelo menos no meu caso, é uma forma ótima para puxar assunto. Já recebi até uma declaração de amor de um garotinho de sete anos. >.<
  • diversas formas de colorir: tinturas, tonalizantes, anilina, violeta genciana, azul de metileno.
  • Fotos diferentes.
  • Seu cosplay fica parecendo mais real. Muito mais!
  • Custo baixo, dependendo do método.
  • Possibilidade de trocar de cores em prazos curtos de tempo. É um pouco chato manter sempre a mesma cor, não?
  • Na maioria dos casos, facilidade de aplicação.
  • Dependendo da habilidade, dá pra pintar as próprias mechas em casa.
Tipos de pintura
Tintas: A forma tradicional e mais cara. Hoje em dia há algumas marcas nacionais muito boas, mas convenhamos: as gringas são melhores. Apesar de a maioria se dizer tinta, quando se trata de cores fantasia, a maioria dura algumas semanas/meses/dias nas madeixas. Quanto a isso, as classificamos como semi (usadas geralmente por iniciantes, para quem quer fazer degradês ou acertar o tom. Não pegam no cabelo com tanta intensidade, já que ficam como uma espécie de capa em volta dos fios que vai saindo aos poucos. Duram de mais ou menos 4 a 10 semanas.) e demi-permanentes (cores mais fortes e mais parecidas com a prometida nas embalagens, já que abrem as camadas e penetram os fios. Danificam mais que as semi-permanentes, mas a duração é literalmente o dobro). Uma coisa boa sobre as tinturas de cor fantasia é que nem sempre as que custam mais são as de melhor qualidade, até porque cada uma tem o seu ponto forte (cor, textura, rendimento, duração), vai depender do que você quer. As nacionais variam de 20 a 90 reais. 



Tonalizante: é um tipo de coloração não tão nocivo, pois não tem amônia. É mais leve e também não dá muita durabilidade. É ideal para quem quer cores claras e tons pastel já de imediato, sem esperar desbotar. Portanto, a tonalização dos fios é considerada uma maquiagem dos cabelos, sendo que sua durabilidade vai de quatro a sete lavadas (vai variar de tom, marca, tipo de cabelo, tipo de shampoo, etc) não deixando marcas de crescimento na raiz. Tonalizante é mais indicado: para fazer degradês, retocar a cor e quando o cabelo estiver muito danificado a ponto de não ser apto a receber tintas. De valores semelhantes às tintas.


Anilina: A famosa, mais temida e mal falada. Pobrezinha da minha amiga. É um corante que se acha em várias versões: para tingir tecido, comida, gesso, isopor, osso, papel, etc. A usada para colorir os cabelos tem de ser uma para madeira e somente essa. Tanto faz se é líquida ou em pó, mas deve ser a base de álcool.  Pelo amor de Zazá, não vão passar outro tipo de anilina, seus cabelos podem adquirir fungos e cheiros estranhos.Custa em torno de R$ 2,00 a R$ 5,00.

Há quem diga que usar anilina não faz mal algum aos cabelos, apenas o processo de descoloração, mas danifica sim. Gente, é um corante para móveis, daqueles que encosta e custa muito para sair, muito mesmo, numa mistura com álcool de uso doméstico. Mas não se desespere, seus cabelos não vão cair por causa disso, só ficar um pouco mais opacos. Por isso a aplicação nas madeixas deve ser feita misturada àqueles cremes/mascaras de hidratação capilar (daqueles que costumam vir em potes grandes). Enquanto a cor penetra dos fios, a máscara vai ajudar a trazer força e brilho. Por tanto, quanto melhor o creme, melhores serão os resultados nos cabelos. 

As maiores vantagens da coloração com anilina são o preço, variedade enorme de cores e a facilidade de se encontrar. Os pontos negativos estão na hora de pintar, pois a anilina mancha um bocado, e deve ser manuseada com cuidado, mas nada tão grave, nem neura, gente! :3
Para tingir, recomendo, em vez do álcool, como muita gente faz, dissolvê-la em água fervente. É evidente que é mais saudável para os fios. Há quem diga que afeta a cor final, mas não percebi isso. O creme usado deve ser, preferencialmente, branco. O corante contido no creme pode afetar o resultado final (em termos de cor apenas, ok?), além de quê, quando o produto é branquinho, fica mais fácil , à medida que se coloca anilina, ver como a cor provavelmente vai ficar no seu cabelo, podendo fazê-la mais forte ou mais fraca.
Não misturar

Violeta Genciana: é um  agente antisséptico, usado como identificador de bactérias, em hospitais para o tratamento de queimaduras sérias e outras lesões da pele e gengivas. Também é usada para o tratamento ou prevenção de micosesDaí você me pergunta: Thaís, como é que eu vou conseguir colorir o meu cabelo com isso?  E eu te respondo: do mesmo jeito que você conseguiria com anilina, já que, além de ser um antisséptico, é um corante. Facilmente encontrada em farmácias, a VG costuma custar entre 2 e 5 reais, mas não se anime tanto porque só existe na cor roxa. 
O processo é o mesmo utilizado com a anilina: misturado a um creme capilar branco.
Pode-se optar em utilizá-la pura (terá resultados mais escuros) ou dissolvida em água (resultados mais claros).

Imagem meramente ilustrativa.
Tem um truque que se usa para fazer com que fique rosa indicado só para colorir os cabelos: é só colocar em um potinho de vidro ou plástico uma colher de vinagre, uma colher de álcool, uma colher de açúcar e uma de violeta genciana; dissolver em uma panela em fogo bem baixinho (tenham cuidado com o álcool, pelo amor de Kami!) durante uns cinco, seis minutos, sempre mexendo. Deixar esfriar um pouco, colocar no freezer cerca de duas horas a quatro horas.

Azul de Metileno: Também é um antisséptico, mas é um pouco mais forte que a VG. Usado para matar germes em piscinas, para identificar algumas substâncias químicas, mas também é utilizado em ferimentos e micoses. 
Encontrado unicamente na cor azul, em farmácias a cerca de três a seis reais. Deve usado da mesma forma que a Violeta Genciana.
Cá estão algumas dicas que dou para o tratamento e coloração.
Dicas
  • Para que a cor tenha uma durabilidade maior, lave o cabelo com um pouco de condicionador antes de passar o shampoo.
  • Na hora de comprar seus produtos capilares, preste atenção na composição deles. Muita gente não gosta de produtos com parafina (paraffinum), não é o meu caso; recomendo produtos com panthenol.
  • Antes de descolorir, faça o teste da mecha, principalmente se for colorir em casa. Preste bastante atenção na composição do material que vai usar para que não ocorram problemas com alergias. O teste de pele também é indicado.
  • O cabelo tem que estar muito bem cuidado para que se faça a descoloração nele. Quanto mais sujos os fios, mais bem preparados eles estarão para o processo pelo acúmulo de oleosidade e queratina  que vão ajudar a protegê-los.
  • Descolorir em excesso em intervalos curtos e sem tratamento te fará caminhar para um corte químico. 

Para quem não sabe o que é corte químico. Imagem retirada da internet.
  • Anilina, VG e Azul de metileno mancham um bocado, então, ao misturar com cremes, utilize recipientes de plásticos ou vidro. Evite se aproximar de porcelanas e materiais metálicos, a remoção destes é um pouco mais complicada. 
  • Ao colorir, utilize um pouco de vaselina ou até mesmo hidratantes corporais próximos à raiz do cabelo e áreas onde ele provavelmente vai encostar (parte superior da testa, orelha, nuca e colo). Isto vai te ajudar a reduzir as manchas que poderão ficar na pele depois de tingir. 
  • Escolha um dia livre para colorir e, preferencialmente, quando o próximo dia também esteja, caso alguma coisa der errado. Até mesmo para dar tempo de tirar todas as manchinhas que podem aparecer na pele.
  • Para tirar manchas da pele, lavar com água e sabão é mais indicado. Para tirar do chão, pia, parede (rsrs), água sanitária, detergente ou desinfetantes. Quanto mais tempo a tinta permanecer no local, mais difícil ela será ao remover.
  • Tenha duas toalhas só para o cabelo, pois a maioria das tinturas (incluindo anilina, VG e AdeM) costuma soltar cor das mechas quando estão molhados. Tenho uma que um dia foi branca e está semelhante a uma aquarela, é a que eu uso em dias de manutenção, e outra preta que me é bem útil em viagens.
  • Evite piscina ao máximo, principalmente após colorir. Por quê? Cloro; não é saudável para o cabelo ficar úmido ou molhado por muito tempo; a cor vai embora rapidamente, desbotando para outros tons. 
  • Tons quentes (incluindo vermelho, laranja e algumas tonalidades de rosa), em muitos casos, não saem. Aquele vermelhão da Pequena Sereia pode desbotar bastante até ficar com cor de salsicha, mas, dificilmente vai sair só com lavagens e voltar a ser loiro de novo. Às vezes, nem mesmo a descoloração resolve o problema e as cores podem ficar até mais fortes. Já fiquei de um caso onde, meses depois de pintar de preto, o vermelho retornou. Minha dica para quem quer variar de tom e não consegue se livrar do vermelho é cortar ou esperar crescer, descolorir a raiz e fazer um degradê com outra cor.
  • NUNCA pinte sua unhas de branco ou tons claros enquanto for colorir ou retocar a cor, amenos que queira um efeito degradê nas unhas da mesma cor que os cabelos. T.T
  • Se os fios estiverem muito quebradiços, secos e elásticos, indico o uso daquelas pequenas ampolas "miraculosas" de três minutos, não são muito baratas, mas vales a pena. Evite fazer penteados muito presos ou trançados.
  • Use luvas. Eu prefiro aquelas de látex que são mais apertadas e vão até metade do antebraço, mas qualquer tipo (exceto aquelas de borracha para limpeza, hehe) serve. Você as acha facilmente em farmácias, custando, em média, de R$ 0,50 a R$ 5,00 o par (dependendo do material e loja). Se souber gardá-las direitinho, podem ser usadas várias vezes.
  • É sempre bom cortar, ao menos as pontas, de três em três meses. 
  • Cuide muito bem das suas pontas com óleos reparadores.
  • Chapinha e escova têm de ser evitados ao máximo e, quando usá-los, não se esqueça do protetor térmico antes.
  • EU costumo usar aqueles cremes de hidratação a cada lavagem, mas não lavo todos os dias e nem deixo tanto tempo quanto costumas indicar seus rótulos, além de ser em quantidade um pouco mais reduzida. Ninguém merece ter cabelo pesado e que brilha de longe de tanto creme que tem.
  • Não exceda o tempo indicado nestes cremes, você pode achar que o fará bem, mas, como já foi dito, faz mal deixar os fios molhados por muito tempo. 
Bem, aqui em baixo há alguns endereços onde vocês podem achar coisas mais detalhadas. Eu pesquisei bastante antes de pintar o cabelo inteiro, proponho que façam o mesmo! Aos que são menores, peçam autorização para seus responsáveis e aos mais velhos, procurem ver antes se esta mudança poderá afetar suas vidas profissionalmente. Ainda há muita gente preconceituosa por aí...
Abaixo, alguns cosplays, incluindo um meu, que usaram seus próprios cabelos.




Acho que eu já postei essa foto aqui antes.
A cor é muito semelhante à da Orihime, não acham?
Olha eu de cosplay de Coringa antes de colorir tudo \o/
Bem, até o próximo post amados, qualquer dúvida, comente aqui que eu responderei com o maior prazer.
Beijinhos coloridos :*

13 comentários:

  1. Eu tenho muito medo de pintar meu cabelo. Já tive vontade, mas sei que gasta um dinheirão pra cuidar dele e isso é coisa que não tenho. Talvez quando eu trabalhar eu pense no assunto, o problema é que já não vou ter idade pra usar cabelo colorido hahah'

    Adorei o post, dicas muito boas!

    Tem sorteio rolando no blog, participa?
    Sorteio A seleção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas eu conheço gente que trabalha, tem filhos e tem cabelinhos cor-de-rosa!
      Fico feliz que tenha gostado. E ameeei o seu blog! 001

      Excluir
  2. Amei esse post , eu vou pintar vou cabelo de azul , mas tenho que descolorar ele , tenho medo de acontecer algo de ruim , mas acho que vou tratar bem dele .
    Sempre achei melhor pros cosplayers usarem peruca , mas tambem não sou contra de pintarem o cabelo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, tratando bem ele fica lindo. Se, depois de colorir, o cabelo ficar um pouco seco, faz uma umectação nele e ficará lindíssimo!
      Bem, é mais confortável para quem faz cosplay passar o evento inteiro sem precisar usar peruca. Hehe

      Excluir
  3. Putz, cabelo colorido é zuado nessa parte :c
    Tenho metade do cabelo pintado de vermelho e ele tá bem desbotado, preciso urgente comprar anilina e passar até poder pintar de fato. Pior que... Ele está desbotando de mais de uma cor, tem água de salsicha, castanho claro, uns tons meio ruivos e... tem até rosa x0x
    E, acho que eu aconselho mais pintar o cabelo para o personagem quando o penteado é viável e não seja algo que depois do cosplay a pessoa pare "... eu quero mudar de cor" sendo que acabou de por aquela, o que vai prejudicar muito o cabelo D:
    Bem, espero conseguir anelina logo, urgentemente que o negócio tá complicado x3x
    Beijos ~

    warpday.blogspot

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Lena, eu sei bem como é o desespero que traz um vermelho desbotado. Tem alguns shampoos, próprios para cabelos vermelhos, que até ajudam a colorir, e eles não são tão caros. Comprei um que foi o meu salvador durante a minha vermelhidão. Hehe
      Mas espero que consiga logo essa anilina!
      012

      Excluir
    2. Se eu não conseguir vou atrás desse shampoo, porque esse misturado de cores no meu cabelo tá ficando bem chatinho :c
      Beijos ~

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Vim avisar que te passei uma TAG ~
    http://umeontoshi.blogspot.pt/

    Kissu ~

    ResponderExcluir
  6. Nossa, parabéns pelo post, muito bom!!!
    Eu sempre quis pintar o meu cabelo, de várias cores, mas agora que li tudo isso resolvi mudar de ideia hehe

    =*=*
    PWL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, a ideia era incentivar a colorir, mas espero que eu tenha te ajudado a rever melhor.
      Obrigada ;)

      Excluir
  7. Achei muito útil o seu post,adorei , mas gostaria de saber como colocar uma peruca, se possível, poderia fazer um post sobre isso?

    ResponderExcluir
  8. A VG costuma manchar mts coisas quando eu pinto meu cabelo, mas quando vai fazer a mistura pra pintar d rosa, mancha a panela?

    ResponderExcluir

Deixe os seus comentários mais parecido com o seu jeito,use os emoticons do AS e se divirta comentando...

Bjinhos :**

001   002   003   004   005   006   007   008   009   010   011   012   013   014   015   016   017   018   019   020