Image Map
Blog: Anime Shoujo / Sigla: AS
Desde: 30/03/2012
Tema: Puella Magi Madoka Magica
Dona: Thays Ramos
Post: 1906
Comentários: 8500
Visualizações: 3.234.147

16.11.14

Patrimônios da Humanidade no Japão - Castelo de Himeji


Oiee amores *-*
Vim trazer a segunda postagem falando um pouco mais sobre a cultura japonesa e desta vez com os patrimônios da humanidade no Japão o que é muito interessante e super legal eu simplesmente amo saber sobre e conhecer um pouco mais sobre essa cultura.
Na primeira postagem falei sobre o monumento budista de Horyu-ji e hoje trago sobre o castelo de Hime-ji que é bem bonito.  
Espero que gostem... Bjinhos :** 


Patrimônios da Humanidade no Japão - Maravilhas do Mundo

- Monumentos Budistas de Horyu-ji
- Castelo de Himeji
- Ecossistema da Ilha Yaku (Yaku Shima)
- Bosques e Zona de Proteção Ambiental Shirakami-Sanchi
- Monumentos Históricos da Antiga Quioto, Uji e Otsu
- Vilas Históricas de Shirakawa e Gokayama
- Memorial da Paz, em Hiroshima
- Santuário Xintoísta Itsukushima


Himeji-jo: o castelo da garça branca
Desfrutando desde 1993 o status de Patrimônio Cultural e Histórico da Humanidade pela Unesco, o Castelo de Himeji é uma jóia da arquitetura japonesa, cheia de particularidades e uma história bem interessante.
Localizado onde atualmente é a cidade de Himeji, na província de Hyogo, 50 Km a oeste de Osaka e 650 Km distante de Tokyo, o Castelo de Himeji começou a ser construído como um forte em 1333 por Norimura Akamatsu, antigo governador da região, então chamada de Harima. Em 1346, uma pequena construção em forma de castelo foi erguida por Sadanori Akamatsu. Esse “embrião” do castelo, todo de madeira, era bem diferente do atual castelo, mas durou 230 anos.

Guerra Civil:
Em 1580, o Japão estava passando por uma guerra civil, e dois grandes “daimyõ” (senhores feudais) disputavam a supremacia e o controle do Japão, dividindo o país entre aqueles que apoiavam Nobunaga Oda ou Ieyasu Tokugawa.
Hideyoshi Toyotomi, um dos líderes militares do clã de Nobunaga Oda, apossou-se do castelo e promoveu a primeira de uma série de grandes reformas, visando a construção de um “moderno” castelo de 3 andares. A morte de Oda em 1582 e o falecimento de Toyotomi em 1598 deixou caminho aberto para as ambições de Tokugawa, que após vencer a batalha de Sekigahara em 1600, tomou o poder no Japão. Assim, em 1601, Tokugawa deu como prêmio a erumasa Ikeda, um de seus generais e genro, as províncias de Harima, Bizen e Awaji, que com isso se tornou o novo senhor do Castelo de Himeji.

Como durante a guerra civil o Castelo de Himeji havia sido danificado, e sendo sua localização importante para a defesa do governo do xogunato Tokugawa, Ikeda dedicou-se a reconstruir o castelo, que ganhou assim a forma que mantém até hoje.
Na reconstrução, Ikeda implantou no Castelo de Himeji detalhes que modernizaram e melhoraram as características arquitetônicas e defensivas, que tornaram o complexo do castelo um modelo exemplar de construção japonesa do período. Na parte mais central e alta de uma colina, uma enorme base na forma de trapézio composta por paredes de pedras com inclinações variando de 30 a 40 graus foi construída para servir de base das fundações de um castelo de 7 andares, chamado de “daitenshukaku”. Essa base, além de dificultar a escalada de invasores, permitia um direcionamento correto da água da chuva evitando a erosão do terreno e protegia a estrutura mais alta dos efeitos de um eventual terremoto, uma vez que as fundações de madeira colocadas na base são maleáveis.

A Garça Branca:
O apelido de “Garça Branca” vem não apenas dos elementos decorativos do castelo, com beirais graciosos e curvos, mas principalmente de suas paredes cobertas com alvenaria branca. Assim como os demais castelos de sua época, Himeji era feito de madeira, mas o acabamento em alvenaria, além de lhe dar o aspecto branco, aumentou a espessura das paredes e modernizou o castelo ao torná-lo resistente a ataques com armas de fogo. Como o uso de armas de fogo em batalhas começou em 1549, construções anteriores precisavam ser readaptadas. Calcula-se que haviam 5 mil pequenos castelos no Japão no século XIV, mas todos eles se valiam apenas das cercas e do fosso como meio de defesa, o que se tornou vulnerável com o surgimento das armas de fogo.
Ao redor do castelo em si, uma rede de caminhos cheios de degraus, murados e tortuosos e com vários portões e torres, formam um longo labirinto onde até hoje visitantes se perdem. Por fim, toda a área é rodeada por um muro e um fosso externo, havendo uma só passagem para entrar ou sair do complexo.

A enorme distância a ser percorrida da entrada do complexo, as paredes grossas e pequenas janelas no castelo, nos portões e nas torres revela a preocupação com as “modernas” armas de fogo da época. Até metade do séc. XVI, os japoneses usavam um tipo de espingarda primitiva, cujo diâmetro do cano lembra as atuais bazucas e cujo acionamento dependia do acendimento de um pavio, tal qual nos antigos canhões. Enfim, era uma arma pesada, incômoda, demorada e de pouco alcance. Isso mudaria com o tempo, com a introdução da trava de mosquete (a “vovó” do atual sistema de detonação de rifles, com gatilho e cão), o que deixou as armas de fogo japonesas mais eficientes e com maior alcance. Aberturas um pouco maiores, quadradas, no topo das paredes de pedras inclinadas e na base do prédio principal, eram usadas para atirar pedras em quem tentasse escalar pelo lado externo. Além disso, várias passagens secretas foram construídas por todo o complexo, que em caso de ataque permitia que o senhor feudal, sua família, serviçais e soldados pudessem viver com comida e armas estocadas por um longo período.

Pura Sorte:
Mas foi a sorte que deu a Himeji sua característica mais valorizada, que é seu estado de preservação. Embora o Castelo tenha sido reconstruído por Ikeda com o mais puro intuito defensivo, o fato é que desde então ele nunca mais foi danificado por atos de guerra, nem mesmo durante a 2a. Guerra Mundial.
A reconstrução do Castelo levou nove anos, de 1601 a 1609, e estima-se que tenha mobilizado 50 mil trabalhadores, com um custo estimado hoje em mais de 2 bilhões de dólares.
Sendo uma construção única em seu gênero no mundo e com um grau de preservação que nos permite hoje conhecer um estilo de vida de 400 anos atrás, o Castelo de Himeji faz jus ao título de Patrimônio Histórico da Humanidade.

Imagens:




Fonte ()

2 comentários:

  1. Vou trabalhar bastante para juntar uma grana para poder visitar o japão.
    Com certeza esse será um dos meus pontos de parada kkk, mas o meu primeiro será o Ueno park, é lindo. O post ficou muito bom.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaah somos dois, viu? Quero muito ir visitar o Japão um dia e ver com os meus próprios olhos esses lugares lindos junto com essa cultura maravilhosa. *-*
      Obrigada pelo comentário Diego-kun e Bjinhos 005

      Excluir

Deixe os seus comentários mais parecido com o seu jeito,use os emoticons do AS e se divirta comentando...

Bjinhos :**

001   002   003   004   005   006   007   008   009   010   011   012   013   014   015   016   017   018   019   020