Blog: Anime Shoujo ✦ Sigla: AS ✦ Dona: Thays Ramos(On)
Desde: 30/03/2012 ✦ Tema: Kaichou Wa Maid Sama
Post: 2247 ✦ Comentários: 8783 ✦ Visualizações: 4.025.230

20.6.17

Lenda - Hagoromo: O manto celestial


Oiee Amores *-*
Voltei com as lendas no blog, na verdade vou voltar com muuitos conteúdos que já faz um tempo não trago aqui no blog. Então essa lenda é uma bem antiga sobre Hagoromo o manto de penas das donzelas celestiais, ou seja, as tennyos.
Como eu pesquisei vi que tem várias versões e trouxe duas para vocês. A primeira lenda se passa em Miho-no-Matsubara em Shizuoka, um dos lugares mais paradisíacos do Japão.  O local é conhecido como o extenso litoral de verdes pinheiros espalhados ao longo de sete quilômetros e, ainda, com vista panorâmica do Monte Fuji. Devido à sua beleza é designado como uma das três mais belas vistas do país. Em suas praias, existe o “Hagoromo no Matsu”, um velho pinheiro com mais de 650 anos, que dizem ser a árvore onde a donzela celestial depositou seu manto(por isso que amo as lendas do japão, os contos são tão ricos em beleza que me fascina muito).
A lenda também se passa em um anime que se chama Ayashi no Ceres e será a proxima recomendação...

Bjinhos :**


A Lenda de Hagoromo
Era uma vez, em uma época passada, um jovem pescador de Miho chamado Hakuryō.  Hakuryō sempre saia para tentar a sorte na pesca perto dos pinheiros de Miho-no-Matsubara. Ele estava muito acostumado com a deslumbrante paisagem da praia de areias brancas cercada pelo magnífico bosque de pinheiros.  Mas naquela manhã, a visão do Fujisan subindo acima das águas da baía era especialmente bela. Vindo do nada, um perfume requintado encheu o ar.

O perfume chamou Hakuryō em direção às árvores, e próximo de um dos pinheiros de matsu, batendo suavemente na brisa, pendia um manto diferente de tudo que ele já tinha visto.

“Que lindo”, disse o pescador para si mesmo. “Vou levá-lo para casa.”

Enquanto recolhia o manto, ele ouviu uma voz. “Esse manto pertence a mim”.

Hakuryō, surpreso, virou-se e deparou com uma bela mulher que saia da sombra da árvore.

“Eu sou uma donzela do céu. Meu manto de penas não tem nenhuma utilidade para você. Por favor, devolve-o a mim, pois eu não posso voltar para o céu sem ele.”

Hakuryō ficou chocado ao pensar que ele tinha em suas mãos um dos mantos Divinos, mas uma vez que ele viu a expressão de sofrimento na donzela, decidiu devolver-lhe o precioso traje.

“Eu vou dar-lhe de volta, mas, primeiro, dança para mim a Dança do Céu”.

A donzela celestial sentiu um grande alívio e concordou com o termo do pescador, mas disse: “Eu não posso dançar sem o meu manto. Devolve-o para mim primeiro”.

Hakuryō ficou nervoso. “Se eu der o Manto de Plumas primeiro, você vai voltar para o Céu!”.

A jovem olhou para o homem bruscamente e disse: “mentiras e enganos são criações humanas. Elas não existem no Mundo Acima”.

Hakuryō sentiu vergonha por essas palavras, e estendeu o manto com as mãos trêmulas.

A donzela celestial envolveu-se em seu manto de penas, e as mangas começaram a se agitar, vibrando, então ela deu início a uma dança suave e elegante. Mais uma vez o cheiro do perfume de rosas encheu o ar, e com ele veio o som de apitos e tambores.

Hakuryō estupefato com tamanha beleza, olhava admirado a donzela que girava e girava, seus pés delicados deixaram de tocar a areia, subindo no ar, mais e mais, as penas brancas de seu manto reluziam, até que ela finalmente desapareceu nas brumas das águas ao redor do Fujisan, ascendendo finalmente ao céu.

------------------------------

Outra Versão:
"Há muito tempo atrás, viveu um pescador… Um dia, enquanto ele caminhava ao longo da costa ele ouviu um barulho. Com cuidado para não ser visto, o pescador descobriu várias mulheres de imensa beleza banhando-se nas águas do oceano… O pescador sabia desde o primeiro momento que as avistou que elas eram Tennyos, anjos dos céus. Uma das Tennyos pendurou seu Hagoromo, sua veste sagrada, em um galho de uma árvore próxima. Vendo isso, o pescador rapidamente roubou sua veste pois sabia que ela não poderia voltar aos céus sem ele. O pescador fez-se aparecer para as Tennyos, todas menos uma voaram de volta para o céu. A Tennyo cujo pescador tinha escondido o Hagoromo o perguntou se tinha visto sua veste. Quando ele respondeu que não, ela começou a chorar. Sem seu Hagoromo ela não podia voltar para sua casa lá no céu. Então o pescador a tornou sua esposa. Os anos passaram e a Tennyo deu ao pescador vários filhos. Um dia, algumas crianças aprenderam uma canção sobre onde estava uma veste sagrada e começaram a cantá-la. Sua mãe, a Tennyo soube finalmente aonde estava escondido seu Hagoromo. Ela o pegou de volta e retornou para os céus, deixando para trás o pescador e seus filhos."


Nenhum comentário:

001 002 003 004 005 006 007 008 009 010 011 012 013 014 015 016 017 018 019 020

Postar um comentário

Deixe os seus comentários mais parecido com o seu jeito,use os emoticons do AS e se divirta comentando...

Bjinhos :**