✦ Blog: Anime Shoujo - Sigla: AS
✦ Dona: Thays Ramos(Off)
✦ Desde: 30/03/2012
✦ Tema: Card Captor Sakura Clear
✦ Post: 2.188
✦ Comentários: 9.249
✦ Visualizações: 5.002.751

5.9.20

Básico: Qual a diferença entre 'josei' e 'shoujo'?


Oi, gente! Pra muitos de vocês, como dito no título da postagem, o que trarei aqui é básico e simples, mas esses dias estava pensando com meus botões, e pensei que, ainda assim, seria interessante termos as definições dos 'gêneros' de anime e mangá que são o foco do blog, voltado especialmente para quem está começando a conhecer esse espectro agora. 





Bom, de ínicio é interessante que saibamos que tanto as denominações 'shōjo' ou 'josei' se referem principalmente ao público alvo, e não necessariamente um estilo espécifico, mas geralmente quando as coisas são destinadas a um público ou situação em particular, acabam por adquirir traços próprios, não é? E é isso que acontece com ambos os casos (e também com outros "gêneros").
Quanto ao conceito, é bem simples. Shōjo (少女) significa 'jovem mulher', sendo assim, seu público alvo são meninas adolescentes, e pode abordar diversos temas e narrativas, desde romance histórico até ficção científica, mas costumam ter grande foco em relacionamentos e emoções. É muito comum que o arco de protagonistas sejam adolescentes em cenários escolar, principalmente o decorrer do ensino médio.
Já o Josei (
女性), que significa 'mulher', tem como público alvo, mulheres adultas, mais maduras. Logo, as histórias costumam mostrar romances mais realistas, ter personagens adultas (e até mesmo homens como protagonistas), e algumas vezes ser mais sexualmente explícitas também, também é muito comum que tenham aspectos de slice of life

As primeiras revistas feitas para meninas, apareceram em 1902 com a fundação da Shōjo-kai (少女界; Girl's World/ Mundo das Meninas), e outras. Nelas a partir de 1910 passaram a existir mangás simples de apenas uma página, e em 1930 tirinhas de humor mais sofisticadas e complexas já eram definitivas nas revistas feminas, mas durante o decorrer da Segunda Guerra Mundial (1939 - 1945), as histórias em quadrinhos acabaram se tornando mais escassas. No período pós-guerra, os mangás continuaram com aquele modelo de tirinha de humor, até que Osamu Tezuka (Astro Boy, Dororo, Princess Knight) passou a introduzir temas mais sérios e dramáticos em histórias infantis e shojos. Até meados dos anos 60, existiam duas características no cenário de produção de mangás shojos que passaram a mudar: até então grande parte dos autores eram homens, e a maioria das histórias não costumavam ter relacionamentos românticos envolvendo a protagonista, até que uma das poucas mulheres mangakás, Yoshiko Nishitani, passou a desenhar meninas atuais e apaixonadas, provocando uma transformação no gênero. Já a primeira revista destinada à mulheres mais maduras, Be Love, foi lançada em setembro de 1980 (!) devido as mulheres que cresceram durante os anos 50 e 60 e desejavam ler sobre temas mais adultos. 


Acredito que apesar do público alvo, é importante que sempre leiamos o que temos vontade. E mesmo que isso soe óbvio - e é -, muitas vezes vemos meninos que se privam de ler/assistir josei ou shojo por vergonha. Então, por favor, meninos e meninas, não se privem de assistir, ler ou aprender o que quer que vocês queiram e gostem, seja isso com animes/mangás, filmes, livros, hobbies... Não se limitem pelo público alvo, e sejam felizes com suas escolhas. 

[Usei como base as páginas de shoujo, e josei da Wikipédia (em inglês), é só clicar nos nominhos. Se vocês quiserem saber mais do assunto, na parte inferior do site têm textos de referência que parecem bem interessantes.]

Se vocês tiverem informações para acrescentar, críticas ou dicas: por favor, sintam-se livres para comentar, eu vou adorar ler! 

Um abraço, e até a próxima! ❤ 

Nenhum comentário:

001 002 003 004 005 006 007 008 009 010 011 012 013 014 015 016 017 018 019 020

Postar um comentário

Deixe os seus comentários mais parecido com o seu jeito,use os emoticons do AS e se divirta comentando...

Bjinhos :**